Virtudes: as bases que sustentam você em seus estudos

Ser um bom estudante é ser virtuoso. Ter uma força motora, ou forças que impulsionam, motivam e sustentem com o tempo. Virtudes são as bases que sustentam você em seus estudos, quando devidamente ativo e a sós, como é a condição do estudante. Veja Porque é melhor estudar sozinho? Entenda a razão.

De acordo com as condições de estudante – aquele que produz exercitando o que entendeu na aula – três virtudes servem de base: prudência, temperança e fortaleza. Todas elas são conquistadas após fazer um “treino de conduta” e preservadas mantendo o ritmo.

Prudência: a mãe de todas as virtudes (além de não fazer mal a ninguém como canja de galinha)!

Naturalmente, aquela que é a mãe vem primeiro. A virtude da prudência sustenta você, pois com ela você tem “os pés no chão” da realidade.

Diferente do que muitos imaginam, ser prudente não é apenas ser cauteloso ou sensato.  Ser prudente é ser realista, encarando os fatos como são, sem se deixar levar pelas emoções.

A alma humana possui três faculdades: a intelectiva, a volitiva e a desiderativa, ou a razão, vontade e desejo. O prudente usa de fato a cabeça, que é a razão, controlando o seu peito – a vontade – e o seu ventre – os desejos.

Sendo bem concreto: você é prudente ao perceber que precisa estudar com tempo, maior ou menor, de acordo com volume do conteúdo a aprender. Sabe que não basta vontade aprender “na marra” nem desejo, pois ambos vem e vão, são inconstantes. Você não persevera quando motivado apenas por desejo ou raiva.

O estudante prudente reconhece a necessidade de estabelecer um horário, por mais apertado que seja, como detalhado no artigo Estude no melhor horário do dia, mesmo “sem tempo”. Também percebe a importância de ser constante, todo dia dedicando ao estudo aquele horário que determinou – Estude pouco, melhor e sempre!

Prudência não faz mal a ninguém, porém será mais que caldo de galinha, se acompanhada de outra virtude, a temperança.

A virtude está no meio, no equilíbrio: o tempero, a temperança.

O forte nos estudos não é aquele que fica grudado nos livros o dia todo. O desafio realmente é manter uma rotina de estudos cotidiana, de meia hora que seja, ao longo de anos.

Recorde uma ocasião em que você “se matou” de estudar o dia todo… Mesmo que tenha conseguido nota ou concluído o trabalho, ficou exausto e não quis ver nenhum caderno ou apostila na sua frente, depois da experiência, por um bom tempo. Você esqueceu tudo e, precisando retomar os estudos após este tempo, precisou “se matar” outra vez, fazendo um “intensivão”.

Somado à prudência, a temperança é o controle, a moderação ao longo do período de estudos. É estudar, pouco, devagar e sempre, como neste artigo. Mesmo você dispondo de 6 horas de tempo livre por dia, via de regra a média é de, no máximo, 3 horas dedicadas ao estudo que conseguirá dar conta. E se estiver retomando após anos parado, só meia hora já é lucro.

É o tempero na medida, sem “salgar” demais nem deixar sem sal. E para perseverar num ritmo de estudo temperado você precisará se impor muitas vezes. Criar o hábito custa. É preciso insistência, mesmo faltando ânimo vez ou outra, permanecendo firme. E aqui a terceira virtude a se desenvolver vem em auxílio: Fortaleza.

Construindo a Fortaleza: material e ferramenta necessários

“Eles querem ter sucesso, mas durante a vida inteira a maior parte teve que trabalhar para alcançar o sucesso. Eles não entendem a realidade.” (Andy Frisella, CEO da MFCEO project)

Andy Frisella notou este equívoco na geração da virada do século XX – XXI. Justamente, o material necessário para construir a fortaleza é a realidade mesma. Com a prudência você aprende a discernir o real nas situações; modera, equilibra ou tempera dentro da realidade e fortalece para suportar.

A realidade é a sua mesma, onde você percebe a necessidade de mais força. Se é força para levantar mais cedo, adquirir uma melhor disposição ao longo do dia, para conseguir estudar à noite… A família é uma base sólida. É fonte de força, por menor que seja a sua, seja de apenas um filho, é a sua realidade, sua vida. É motivação para fazer um esforço intelectual.

A partir desta base você nota o que precisa para suportar, ter estrutura mental e física, sem excluir é claro o cuidado com a saúde, boa nutrição e exercícios regulares.

A ferramenta para a “obra” não parar…

A ferramenta para a construção é compromisso. Concretamente, usando uma agenda. Compromisso, com promessa de cumprir o melhor possível. Retomando sempre da eventualidade de um imprevisto interferir. Lembre-se da faculdade irascível da alma. Força de vontade para dar conta da sua agenda.

O CEO Andy Frisella chamou a atenção da necessidade de trabalhar para o sucesso. Fortaleza é fruto de trabalho, além de ser força necessária para o mesmo. Falar de virtude é falar de trabalho. Como também as outras, a fortaleza é construída e mantida mediante dedicação constante.

As ferramentas para estudar, sempre é bom lembrar, são as tradicionais: lápis ou caneta e papel ou caderno. Veja o artigo Estudar escrevendo ou digitando? Veja qual é a melhor forma. Fortaleza nos estudos constrói-se escrevendo, forma que comprovadamente funciona para aprender, enquanto o atalho eletrônica digital ilude. Ele guarda muita informação e você pouco.

Virtudes que serão sua base sólida e duradoura…

Estudar é um esforço constante, cujos frutos brotam após longo tempo de dedicação. É óbvio para quem já se prepara para concurso por exemplo, porém é importante lembrar para não se iludir com propostas tentadoras, atalhos ou formas fáceis de aprender.

Sendo prudente, você caminha seguro em terreno já experimentado. Usa da forma de aprender que funciona, usada ao longo de séculos. Você desconfia de modas ou invenções mirabolantes em formas de aprender, propondo pouco esforço e muito resultado.

Tenha tempero nos estudos e constância. Um pequeno passo a cada dia, de acordo com sua capacidade. Com tempo de prática esta capacidade aumenta, como aumenta a força e resistência física do atleta. E com temperança você terá tempo para exercícios físicos, fonte de força também para o cérebro.

Fortaleça-se recordando sempre o motivo pelo qual estudar, por quem se dedicar, inspirado em quem… Todas estas virtudes serão sua base sólida e duradoura.

Virtudes: as bases que sustentam você em seus estudos
5 (100%) 1 vote